Grammy LatinoMPB

Grammy Latino: Tiago Iorc e Anitta destacam-se nas indicações

A logo marca do Grammy Latino, que chega à sua 20ª edição

O Grammy latino anunciou nesta terça-feira (24) a relação dos indicados à premiação de 2020 cujos prêmios serrão entregues em 14 de novembro em las Vegas (EUA). Gilberto Gil, Jards Macalé Zélia Duncan, Zeca Baleiro, Criolo, Monarco, Nego Álvaro, Mart’nália, Pitty, Baiana System, Liniker estão entre os artistas brasileiros listados nas categorias e língua portuguesa. No entanto, o cantor e compositor Tiago Iorc obteve a indicação de Desconstrução nas categorias de Melhor Canção em Língua Portuguesa e Melhor Canção Latina. E Anitta foi indicada na categoria geral de Melhor Álbum de Música Urban com sua superprodução Kisses. Veja, abaixo, o clipe de Desconstrução com sua crítica corrosiva às redes sociais e como elas hoje influenciam comportamentos sociais e ditam o que se deve e o que não se deve fazer, eliminando a essência dos indivíduos:

O cantor e compostor Tiago Iorc – Foto: Marcos Hermes/MTV

Um dia antes de saberem de suas indicações, Criolo e Tiago Iorc acabaram recebendo um combustível extra nas disputas por seus prêmios. Os dois foram citados nesta segunda (23) por Milton Nascimento como artistas talentosos da nova geração da MPB. No fim de semana, o até então comedido e tímido artista mineiro – um dos monstros sagrados da música brasileira – viu-se no centro de uma polêmica ao declarar, em entrevista a jornal “Folha de São Paulo” que a música brasileira estava “uma merda”. O genial compositor mineiro referia-se obviamente aos artistas do mainstream nacional hoje dominado por hits sofríveis que tratam de traições, sexismo barato e outras formas de indigência musical. Não se referia, obviamente, a novos artistas que brilham na cena independente mas acabou tendo de se explicar literalmente nas redes sociais do mesmo jeito que um humorista chega ao cúmulo de ter de explicar suas piadas e Milton, no caso, falava algo seríssimo.

Bituca está mais do que certo

É certo que a manchete do jornal ficou forte e chamativa mas bastava ler a entrevista na íntegra para entender o contexto em que Milton falou da música de hoje estar uma merda. Assino embaixo do Bituca. E a culpa não é só grandes gravadoras que investem pesado em álbuns de lixo. Os meios de comunicação não ajudam na formação cultural do público e prefere dar o povo aquilo que eles imaginam que o povo gosta.

Voltando ao Grammy Latino, qualquer álbum que tenha sido lançado no mercado durante o intervalo de um ano em relação à premiação anterior e que tenha sido gravado em português ou espanhol pode concorrer à estatueta. Clicando aqui você conferir a lista completa de indicados. Veja, abaixo, as indicações dos artistas brasileiros.

Melhor Álbum de Música “Urban”

Kisses (Anitta)
X 100pre (Bad Bunny)
Mi Movimiento (De La Ghetto)
19 (Feid)
Sueños (Sech)

Canção do Ano

Calma (Pedro Capó, Gabriel Edgar González Pérez e George Noriega)
Desconstrução (Tiago Iorc)
El País (Rubén Blades)
Kitipun (Juan Luis Guerra)
Mi Persona Favorita (Alejandro Sanz e Camila Cabello)
No Tengo Nada (Alejandro Sanz)
Quédate (Kany García e Tommy Torres)
Querer Mejor (Rafael Arcaute, Alessia Cara, Camilo Echeverry, Juanes, Mauricio Montaner, Ricardo Montaner e Tainy)
Un Año (Mauricio Rengifo, Andrés Torres e Sebastián Yatra)
Ven (Fonseca)

Melhor Álbum de Rock ou de Música Alternativa em Língua Portuguesa

Vulcão (The Baggios)
O Futuro Não Demora (Baianasystem)
O Céu Sobre A Cabeça (Chal)
Goela Abaixo (Liniker E Os Caramelos)
Matriz (Pitty)

Melhor Álbum de Pop Contemporâneo em Língua Portuguesa

O Tempo é Agora (Anavitoria)
Tarântula (As Bahias e a Cozinha Mineira)
Todxs (Ana Cañas)
Para Dias Ruins (Mahmundi)
Selfie (Jair Oliveira)

Melhor Álbum de Música Sertaneja

Hora Certa (Paula Fernandes)
Francis & Felipe (Francis & Felipe)
Em Todos os Cantos (Marilia Mendonça)
Live Movel (Luan Santana)
Ao Vivo Em São Paulo (Mano Walter)

Melhor Álbum de Samba/Pagode

Canta Sereno E Moa (Nego Álvaro)
Mart’nália Canta Vinicius De Moraes (Mart’nália)
De Todos Os Tempos (Monarco)
Em Sua Direção (Péricles)
Anaí Rosa Atraca Geraldo Pereira (Anaí Rosa)

Melhor Vídeo Musical Versão Curta

Boca De Lobo (Criolo)
Me Solta (Nego Do Borel Featuring Dj Rennan Da Penha)
Banana Papaya (Kany García & Residente)
Los Zurdos Mueren Antes (Nach)
Vivir Los Colores (Todo Aparenta Normal)

Melhor Álbum De Música Popular Brasileira

O Amor No Caos (Zeca Baleiro)
Canta Tito Madi (Nana Caymmi)
Tudo É Um (Zélia Duncan)
Tempo Mínimo (Delia Fischer)
Ok Ok Ok (Gilberto Gil)
Besta Fera (Jards Macalé)

Melhor Canção em Língua Portuguesa

Ansiosos Pra Viver (Mestrinho)
Desconstrução (Tiago Iorc)
Etérea (Criolo)
Mil e Uma (Claudia Brant featuring Arnaldo Antunes)
Sem Palavras (António Zambujo)

Deixe uma resposta