MPB

Rosinha de Valença tem tributo lançado nas plataformas

Rosinha de Valença Maria Bethânia
Capa do álbum ‘Namorando a Rosa’ – Foto: Divulgação

Nesta quinta-feira (31), dia em que a violonista e compositora Rosinha de Valença completaria 79 anos, a Biscoito Fino lança nas plataformas digitais o álbum “Namorando a Rosa”, um tributo à grandeza dessa artista com nome de flor, uma virtuose que influenciou muitos instrumentistas. Esta iguaria sonora nasce de uma iniciativa de cantora Maria Bethânia que, em 2003, co-produziu o trabalho com o auxílio luxuoso de Miúcha. A dupla trabalhou com extremo afinco e o álbum acabou sendo editado na ocasião pelo selo Quitanda, da baiana. Louve-se a iniciativa da Biscoito de levar o álbum às plataformas de streaming e eternizar os registros. A fonte de inspiração e ponto de partida de Bethânia para celebrar esta bela homenagem foi um dos mais significativos álbuns de Rosinha, “Cheiro de Mato” (1976). Ouça o disco completo aqui com a gente:

Trabalho traz duas canções de Turíbio e Hermeto

Chico Buarque - Foto: Leo Aversa
Chico Buarque – Foto: Leo Aversa

“Namorando a Rosa” destaca a rica produção autoral de Rosinha e reúne 13 faixas, mas duas delas foram compostas por outros artistas especialmente para a ocasião: “Prelúdio da Rosa”, do violonista Turíbio Santos; e “Mais uma Rosa”, escrita por Hermeto Pascoal. A lista de convidados do álbum inclui ainda um time de primeira grandeza, que faz jus ao legado de Rosinha: Chico Buarque, Caetano Veloso, Alcione, Bebel Gilberto, Miúcha, Martinho da Vila e Joana. Além dos já citados Hermeto e Turíbio, participam da parte instrumental Célia Vaz e Yamandu Costa, que muitos consideram o herdeiro musical da violinista.

O disco abre com a própria Rosinha e sua versão primorosa para o chorinho “Pedacinhos do Céu”, de Waldir Azevedo. Na sequência Chico Buarque faz dueto com Bebel Gilberto na toada “Os Grilos São Astros”, enquanto Bethânia interpreta “Usina de Prata”, ambas criações de Rosinha, com novos arranjos de Jaime Alem.

Miúcha, co-produtora do tributo, escolheu “Meu Zelos”; Alcione “Interior” e Martinho uma parceria com Rosinha, “Pro amor de Amsterdam”.  Yamandú Costa faz versão vigorosa para “Rosinha, Essa Menina”, que Paulinho da Viola já havia dado à Rosa. O projeto conta ainda com uma bela gravação da saudosa Dona Ivone Lara cantando com Bethânia a sua “Sonho Meu” (feita com Délcio Carvalho) e Caetano Veloso em dueto com a irmã na toada “A Pescaria” (Wilson Ribeiro/Conceição Alves).

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *