DuetosMPBSamba

Nina Wirtti e Marcos Sacramento cantam Cartola

Nina Wirtti e Marcos Sacramento

Nesta sexta-feira (11), celebram-se os 111 anos de nascimento de Cartola, expressão máxima da Estação primeira de Mangueira e do samba como um todo. Imaginar que o samba desceria do morro para seduzir o asfalto carioca e o mundo seria um execício mais complicado se Angenor de Oliveira (1908/1980) não existisse. Seja por sua poética de rara singeleza confessional ou por suas harmonias e melodias com DNA próprio, Cartola é a atriz e referência para gerações de compositores – um “mestre da delicadeza”, como um um dia definiu Carlos Drummond de Andrade. E na véspera dessa data tão marcante para a música brasileira, os cantores Marcos Sacramento e Nina Wirtti se reúnem no palco do Teatro Rival Petrobras com o show Estação Primeira de Cartola, um musical de bolso que resgata o lirismo do compositor mangueirense e seus grandes parceiros.

Com direção musical do instrumentista Rafael Mallmith, o espetáculo apresenta, além dos clássicos de Cartola, obras de Nelson Cavaquinho, Geraldo Pereira e Carlos Cachaça. “Nina e eu achamos interessante homenagear não apenas o cartola, mas a Mangueira como um todo, ou seja, o ambiente em que ele viveu e se criou artisticamente”, justifica Sacramento. E por que chamar de musical de bolso? Com a palavra, o próprio Sacramento: “Inserimos textos e cenas baseadas na biografia Chega de Demanda – do jornalista e cineasta Roberto Moura -, que é um trabalho definitivo sobre Cartola e a escola. Embora não seja aquele musical de grandes cenários e trocas de figurinos, existe uma linguagem bem cênica e esta foi uma das razões para convidarmos o ator Hugo Germano para fazer a direção de palco”, completa.

 

Nina Wirtti e Marcos Sacamento são acompanhados em cena por quatro músicos: Netinho Albuquerque (percussão), Rafel Mallmith (violão 7 cordas), Patrick Ângelo (violão 7 cordas) e Pedro Franco (violão 7 cordas, guitarra e bandolim) “O Pedro atua como uma espécie de coringa nas cordas e haverá momentos com três violões de sete cordas em cena mais os couros da percussão em ação”, destaca Sacramento. A maioria dos arranjos é de Mallmith, mas Pedro, Patrick e Netinho também assinam algumas versões. “Era muito importante trazer uma contemporaneidade à obra do cartola e o Rafael é uma craque do violão de sete cordas. Embora não pretenda dar spoiler, posso adiantar que pérolas da música brasileira como As Rosas Não Falam e Flor e Espinho ganharam releituras que vão surpreender e emocionar o público”, assegura o cantor.

Dupla já dividiu o palco em musicais

Nina Wirtti e Marcos Sacramento já estiveram juntos em muitos palcos e tiveram atuações de destaque nos elogiados espetáculos Cuíca do Laurindo e Rosa de Ouro. Confira um encontro dos dois artistas em maio deste ano interpretando Teus Olhos (Bolero de Cetim), parceria dos dois que faz parte de Drago, o álbum mais recente de Sacramento, lançado pela Trattore:

Serviço

Estação Primeira de Cartola – Nina Wirthi e Marcos sacramento cantam Cartola
10/10, às 19h30
Teatro Rival Petrobras (Rua Álvaro Alvim, 33 – Centro – Tel: (21) 2240-9796)
Ingressos: R$ 60, R$ 40 (promoção para os 100 primeiros pagantes) e R$30,00 (lista amiga). Venda antecipada pela Eventim.

Leia também:

A Mangueira e seus mais belos frutos

Deixe uma resposta