Plataforma de Lançamentos

Plataforma de Lançamentos – nº 35

plataforma de lançamentos

A Plataforma de Lançamentos chega a mais uma edição com novidades em vídeoclipe. Começamos com o tema oficial dos 90 anos do Cristo Redentor, interpretado por Moacyr Luz (autor) e mais 12 grandes nomes da MPB. Além disso, vamos de Marina Lutfi, Pedro Tó e o trio Afeto Clandestino.

A alma carioca de braços abertos

Estamos chegando em outubro, mês em que o Rio de Janeiro e o Brasil e o mundo celebram os 90 anos de um de seus maiores símbolos. Braços abertos sobre a Guanabara, o Cristo Redentor já foi cantado em verso e prosa por muita gente e desta vez recebe de presente um tema oficial, “Alma Carioca, Cristo Redentor”, pérola musical criada por Moacyr Luz e interpretada pelo sambista, por Padre Omar (responsável pelo santuário encravado na Floresta da Tijuca) e outros 12 grandes nomes da MPB: Zeca Pagodinho, Diogo Nogueira, Xande De Pilares, Toni Garrido, Bruno Gouvêa (Biquini Cavadão), Maria Rita, Mart’nália, Paula Toller, Fernanda Abreu, Jorge Aragão, Sandra De Sá e Fagner. Além do primor das 14 vozes reunidas, a música foi gravada por músicos de primeira linha: Julio Teixeira (arranjo, piano e teclados), Marco Vasconcellos (guitarra e violão), André Vasconcellos (baixo), Milton Guedes (flauta e gaita solo), Cezinha (bateria e percussão),  Waltis Zacarias e Jaguara (percussão) e Jussara Lourenço, Jurema de Candia, Marcio Lott e Marcello Furtado (coro). Com direção de Adriano de Martini, o clipe mescla registros das gravações em estúdio e imagens estonteantes do Redentor e da cidade que ele abraça para nos manter com fé e esperança em dias melhores.

 

Na outra dimensão

Faixa-título do primeiro álbum solo de Marina Lutfi, “Outra Dimensão” caba de ganhar um videoclipe. A ideia da artista era montar uma narrativa imagética e livre a partir do resultado da sessão de fotos que ela fez com Michel Schettert usando contra luz e baixa velocidade. “Foi uma experimentação sem pretensão, quase ao acaso, que fez surgir essas imagens. Quando vi o resultado das fotos, achei a atmosfera tão bonita e tão conectada com o que eu imaginava para o disco que, além de usar uma das fotos para a capa do álbum, fiquei com vontade de fazer algo mais com o conjunto”, conta Marina, filha de Sérgio Ricardo, cantor, compositor, cineasta e artista plástico, um gigante da nossa música.

Uma busca inquieta

O cantor e compositor Paulo Tó lança o segundo clipe de seu novo álbum, “Galope”. A canção escolhida foi “O Mundo por um fio”, uma parceria do músico com a atriz Mariana Mayor. Gravado nas ruínas do balneário Teotônio Vilela, em Águas da Prata (SP), e no apartamento de Cecília Boal, atriz, psicanalista e viíva do dramaturgo Augusto Boal, o videoclipe foi dirigido e roteirizado pela dupla Jo Serfaty e Pedro Pipano. Segundo Tó, o vídeo traduz o sentimento de ausência e melancolia, e que, apesar disso, a delicadeza ainda se faz possível. “Essas narrativas em tempos aparentemente distintos e esse encontro de gerações, que se relacionam a distância sem nunca se encontrar, criam essa história que, de alguma forma, traduz a própria poética do álbum: uma busca inquieta por caminhos de um indivíduo ante uma realidade em pedaços.”, diz Tó.

 

A cantora e compositora carioca Beatrice uniu-se ao produtor e guitarrista Diogo Sarcinelli e ao cantor e compositor Paulo Domingues para criar o trio Afeto Clandestino. O grupo estreia com o clipe e single “Princípio do Absurdo”, apresentando uma instigante mescla de blues e pop que antecipa o primeiro EP do projeto. “‘Princípio do Absurdo’ é um convite a um mergulho nas paredes da mente. “A letra se forma como um grito de exaustão de um corpo que busca voltar a se sentir em equilíbrio consigo, mesmo que signifique perder e se indignar pelos processos que não temos controle. É sobre assumir o caos e refazer-se, outra vez”, resume a cantora. Assista o clipe dirigido por Carlos Fontinelle:

 

Deixe uma resposta