Samba

Raízes do samba são tema de curta com Velha Guarda da Portela

Só vou dizer uma coisa: olha que coisa mais linda! A Rede Carioca de Rodas de Samba e o Centro de Articulação de Populações Marginalizadas (CEAP) estão lançando o curta-metragem de animação “O Senhor do Trem”, um belo projeto que trabalha os conceitos de ancestralidade e valorização da cultura negra através de uma de suas mais ricas manifestações de cultura e resistência que é o samba, mostrando às novas gerações que ele é o berço de vários outros ritmos musicais como as versões brasileiras de funk, hip-hop e o passinho,
passinho entre outros. A Velha Guarda da Portela é apresentada como guardiã dessa rica memória e mostra porque deve ser resgatada e preservada.

Paulo da Portela conduz a jovem a um mundo de histórias sobre o samba e a cultura negra - Reprodução
Paulo da Portela conduz a jovem a um mundo de histórias sobre a cultura negra – Reprodução

Com direção de Aída Queiroz (que também assina o roteiro) e Cesar Coelho, a animação é sobre uma adolescente, criada pela avó, que lhe contava muitas histórias, ainda da cultura africana e, quando a avó morre, ela sai em busca da continuidade dessas histórias. Quem conduz a adolescente até o desfecho do filme é o espírito de Paulo Benjamin de Oliveira, o Paulo da Portela, fundador da azul e branco de Oswaldo Cruz, um dos responsáveis pela popularização do samba carioca no mundo. Ele é quem apresenta os integrantes da Velha Guarda da tradicional escola de samba à jovem.

Para esse momento do filme foi gravada, em estúdio, uma música inédita da Velha Guarda da Portela, criada por Evandro Lima e Serginho Procópio, com a participação de todos os integrantes do grupo, incluindo um solo vocal do decano Monarco e as vozes da Tia Surica e as outras pastoras. A atriz Maria Salvadora faz a voz da Vó Badu, que narra grande parte do filme e Rodrigo França faz a voz de Paulo da Portela.

Aída conta que o roteiro foi inspirado em texto de Marquinhos de Oswaldo Cruz, criado para fundamentar cultural e historicamente o filme cuja sessão de lançamento acontece neste domingo (21), às 19h20, na Cidade das Artes, na Barra da Tijuca, com show da Velha Guarda da Portela no encerramento. Mas a programação completa começa às 12h, com feira gastronômica e de artesanato, DJs e roda de samba comandada por Marquinhos de Oswaldo Cruz.

Após o lançamento, o filme percorrerá festivais de animação e então será lançado nas redes em canais de streaming. Veja um teaser aqui:

O projeto foi viabilizado pelo Programa Matchfunding + Patrimônio Cultural do BNDES, que consiste em aportar verba em projetos de cunho social/cultural que tenham obtido pelo menos 1/3 da verba total através de financiamento coletivo.

Leia mais em:

Velha Guarda canta os 120 anos de Paulo da Portela

A Velha Guarda da Portela e sua eternidade em azul

 

 

Deixe uma resposta