MPBSamba

Diogo Nogueira chega aos 40 entre panelas e microfones

Diogo Nogueira cozinhando durante live - Foto: Leandro Ribeiro

Diogo Nogueira completa 40 anos nesta segunda (26), mas a festa vai ser online um dia antes, para comemorar junto com os fãs. A partir das 12h desde domingo (25), o sambista comanda, em seu canal no YouTube, uma live com música, comida e muita alegria. O espírito é ser um almoço de família, com Diogo preparando a comida, como um bom chef que é, e mais brincadeiras, bolo de aniversário, conversas com os fãs e surpresas, inclusive pra ele, preparadas pela produção.

São muitas lembranças nesta data redonda. Seu pai, o saudoso João Nogueira, faria 80 anos em 12 de novembro e seu álbum “Homem dos Quarenta”, de 1981, hoje raro, faz 40 anos e traz na letra da música que dá título ao disco versos engenhosos e mais que atuais do parceiro Paulo César Pinheiro: “Olha só quem chegou/ É o homem da faixa dos 40 e tal /Diz que é o bom… falador…/ Chega botando banca com o pessoal/ Cá pra nós seu doutor/ Ele que não nos leve a mal/ Já deve ter feito o seu abdominal/ Na praia corrida matinal/ Pra manter sempre em forma o visual/ Só vive tirando a pressão arterial/ Só come comida natural/ O malandro vem cheio de moral/ Procura de toda a maneira mostrar boa pinta/ Que é pra parece que tem menos 30…”

Diogo tem muito que comemorar nestes 40 anos de idade e 13 de carreira. Nasceu com o DNA do samba e cresceu embalado por choros, sambas e muito batuque em cantorias promovidas em casa pelo pai com mestres da MPB e do samba. Queria ser jogador de futebol, mas uma lesão no joelho o tirou dos campos e a música popular brasileira ganhar um grande artilheiro. Artista multimídia, estreou como ator no musical “SamBRA”, que marcou o início das comemorações do centenário do samba em 2015 e que você pode relembrar aqui:

É também apresentador do programa “Samba na Gamboa” (TV Brasil). Cultura). Comandou o programa semanal de rádio “Batukada Boa” com uma roda de samba ao vivo na Rádio Transcontinental/SP. Já lançou dez CDs, quatro DVs, com mais de um milhão de cópias vendidas e, recentemente, o projeto audiovisual “Samba de Verão”, com não um, mas três albuns (“Sol”, “Céu” e “Lua”) – gravado numa balsa em Niterói.

Capa do livro de receitas Diogo na Cozinha, com as receitas preferidas do artista - Foto: Divulgação
Capa do livro de receitas Diogo Nogueira na Cozinha, com as receitas preferidas do artista – Foto: Divulgação

Diogo Nogueira é um artista inquieto, que, mesmo na pandemia, continuou produzindo e lançando novas músicas e projetos especiais. Seu livro de culinária digital, o “Diogo na Cozinha”, com suas 20 receitas preferidas foi indicado entre os 12 melhores livros de comida do mundo na categoria “Celebrity Chef  World” pelo Gourmand Internacional, maior premiação internacional de editoração de gastronomia e vinhos. “Eu sempre gostei de cozinhar. Aprendi ainda criança vendo meus pais. Ficava pela cozinha ajudando e às vezes atrapalhando também. Meu pai sempre cozinhava, e muito bem, para os amigos, nas rodas de música que sempre aconteciam em casa. Então era aquela cantoria regada a comida boa. E minha mãe também é craque na cozinha, manda muito bem. Foi daí que veio o meu gosto pela cozinha. Além disso, adoro comer…”, conta Diogo Nogueira, às gargalhadas. O cantor está concorrendo com indicados de vários países – o resultado sai em junho. Confira no fim do texto uma receita extraída do livro.

Sua primeira live foi também para comemorar o aniversário, há um ano atrás, e já foi um sucesso. De lá pra cá foram mais de 10 milhões de views em suas sete lives, sempre com repertório especial, acompanhado de uma banda enxuta e com os cuidados de distanciamento recomendados pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e abrindo espaço para as novas gerações de sambistas.

 

Receita da Moqueca do Nogueira

 

TEMPO DE PREPARO
50 minutos

INGREDIENTES

  • 8 postas (Robalo ou Badejo)
  • 4 limões
  • 500g de camarão cinza
  • 4 tomates pequenos sem pele e cortados em rodelas
  • 1 pimentão verde cortado em rodelas
  • 1 pimentão vermelho cortado em rodelas
  • 1 pimentão amarelo cortado em rodelas
  • 2 cebolas grandes (1 cebola picadinha e 1 cebola cortada em rodelas)
  • 5 dentes de alho picado ou amassado
  • 4 a 5 doses de cachaça para flambar o camarão
  • Azeite a gosto
  • 500 ml de leite de coco
  • 4 a 6 colheres de azeite de dendê (depende do seu gosto)
  • 2 pimentas dedo de moça
  • Salsa e coentro a gosto
  • Pimenta do reino a gosto
  • 1 folha de louro

MODO DE PREPARO

  1. Tempere o peixe com o caldo de limão, sal e pimenta do reino a gosto.
  2. Antes de começar o preparo da moqueca, flambe os camarões. Nada de panelas fundas: dê preferência à frigideira . Também é preciso escolher uma frigideira com tampa, para apagar as chamas rapidamente, caso necessário. Para flambar, aqueça a frigideira e deixe o azeite bem quente. Coloque os camarões em seguida derramando com cuidado as doses de cachaça (de preferência em um copinho de vidro) no canto da frigideira, e flambe-os em pequenas quantidades. Se você não tiver experiência para usar o fogo do fogão para flambar, use o fósforo ou isqueiro. Após as chamas subirem, desligue o fogo e reserve os camarões.
  3. Em uma panela de barro coloque o azeite e deixe esquentar bastante. Quando estiver bem quente, coloque os pimentões cortados em rodelas e deixe por mais ou menos 1 minuto (sinta o perfume dos pimentões). Retire da panela e reserve.
  4. Coloque as cebolas picadinhas e o alho e refogue.
  5. Quando o refogado estiver pronto, arrume a cebola e metade dos pimentões no fundo da panela. Coloque as postas de peixe, o restante dos pimentões e as rodelas de cebola por cima.
  6. Acrescente o leite de coco.
  7. Aguarde o cozimento do peixe.
  8. Por fim, acrescente os camarões, o azeite de dendê, desligue o fogo e tampe a panela.
  9. Deixe apurar o sabor por 5 minutos, depois é só servir.

One thought on “Diogo Nogueira chega aos 40 entre panelas e microfones

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *