Bossa NovaJazzMPB

Leny Andrade e Durval Ferreira – o aniversário de dois gigantes

leny andrade e durval ferreira

Por Paulo Roberto Andel

Nesta segunda (25 o Maestro Soberano Antônio Carlos Jobim faria 94 anos. E nesta terça a Bossa Nova celebra os aniversários de dois nomes quintessenciais: Leny Andrade e Durval Ferreira. Como se vê, janeiro é para os fortes em pleno sol de verão e talentos.

Leny Andrade
Leny Andrade – Foto: Reprodução

Leny Andrade, ativa e na ponta dos cascos, divertida que ela só, há mais de meio século oferece sua poderosa voz a serviço da música brasileira. É a mais importante cantora de jazz brasileira. Cantou muito e viveu no México, nos Estados Unidos e na Europa. Se o Brasil fosse mais atento com seus artistas, ela já teria sua bela estátua em algum lugar bonito do Rio. E foi ela que, depois de uma longa jornada internacional, foi pioneira dos shows musicais na praia de Copacabana, apresentando-se em fins de 1988 com outros grandes artistas dias antes do Réveillon. Sua grande discografia é variada: apesar de ser sempre uma estrela da Bossa Nova e do jazz, Leny sempre se reinventou com bom gosto e sofisticação, até quando escolheu gravar temas mais populares.

Durval Ferreira - Foto: Divulgação
Durval Ferreira – Foto: Divulgação

Durval infelizmente não está mais aqui, mas deixou sua marca nas cordas que acompanharam dezenas e dezenas de grandes artistas, dentre eles a própria Leny Andrade. Seu tamanho pode ser resumido como colaborador de grandes estrelas da constelação do jazz como o saxofonista Julian “Cannonball” Adderley, o flautista Herbie Mann e o guitarrista Wes Montgomery. Acompanhou muita gente boa e depois virou um produtor de primeira, catapultando a carreira de nomes como Sandra de Sá, Joanna e Emílio Santiago, outro cantor espetacular que bem poderia ter cantado jazz standards com sua genialidade vocal. Apesar de seu talento imenso, Durval Ferreira deixou apenas um disco solo, “Batida Diferente”, lançado três anos antes de sua morte em 2007. Foi dele também a ousadia de reabrir o histórico Beco das Garrafas lá pelos anos 1980. Sua enorme jornada servindo seu talento a outros artistas tomou o tempo de sua discografia.

De Durval Ferreira, ficam a saudade e o legado das obras em que atuou, que não foram poucas. Leny Andrade continua com toda força, com as devidas celebrações e parabéns nesta terça-feira. Com dois aniversariantes deste porte neste 26 de janeiro, a data bem podia abrigar o Dia da Batida Diferente. Nós, que aplaudimos efusivamente a cantora e o violonista, estamos aí, aqui e em toda parte para aplaudir essa força da natureza que já encantou tanta gente pelo mundo afora, chamada de música brasileira. Para celebrar Durval e Leny, deixamos uma das muitas versões ao vivo da excelente cantora para um de seus maiores sucessos que é “Estamos Aí”, parceria do violonista com Maurício Einhorn, um clássico de nossa música. Foi no programa Sr. Brasil, acompanhada pelos músicos acompanhantes: Edmilson Capelupi (violão 7 cordas), Edson Alves (violão) e Nailor Proveta (clarinete):

Foto em destaque: Acervo Pessoal Amanda Bravo

One thought on “Leny Andrade e Durval Ferreira – o aniversário de dois gigantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *