MPB

Maria Bethânia lança o 2º single de seu próximo álbum

Maria Bethânia
No single 'Lapa Santa', Maria Bethânia exalta a religiosidade do povo brasileiro - Fotos: Jorge Bispo
No single ‘Lapa Santa’, Maria Bethânia exalta a religiosidade do povo brasileiro – Fotos: Jorge Bispo

O público está em clima de contagem regressiva para o dia 30 de julho, quando será lançado “Noturno”, o novo disco de inéditas de Maria Bethânia. Para acalmar nossos corações, a Abelha Rainha havia lançado o single “A Flor Encarnada” e nesta sexta-feira é a vez de outra pérola pinçada do repertório deste novo trabalho. Trata-se de “Lapa Santa”, da autoria de Paulo Dafilin e Roque Ferreira, e que chega às plataformas nesta sexta-feira (16), com distribuição Biscoito Fino.

“Lapa santa” é uma daquelas canções com o que costumamos chamar de DNA de Bethânia, das quais a cantora se apropria de tal forma que sequer podemos imaginá-la sendo gravada por outra intérprete. “Pelas horas do bendito / Louvado seja o velho Chico / Louvado seja o velho Chico / Espelho d’água que se move manso / Feito notícia boa no remanso”, evoca Bethânia logo nos primeiros versos da canção, uma linda homenagem a Francisco Guarany (1884-1985), célebre artista baiano, considerado o mestre maior na arte de talhar carrancas para as proas das barcas, uma tradição que flutua há séculos sob as águas do Rio São Francisco.

As paisagens melódicas propostas por Paulo Dafilin – paulista, mas santo-amarense de coração e de vida, melodista brilhante, violeiro de primeira linha – casam com a atmosfera poética de Roque Ferreira, que remete demais ao universo místico de Maria Bethânia, entre rezas, devotos, procissões, oratórios. Ela é, certamente, a primeira cantora a revelar ao grande público a música religiosa do povo brasileiro. E não o faz por mero modismo, pois esta é a fé genuína dessa artista. Bethânia é acompanhada pelos músicos Zé Manoel (piano e teclados), João Camarero (violão), Jorge Helder (baixo elétrico e contrabaixo), Marcelo Costa (percussão) e por um naipe de cordas formado por Priscila Rato e Marcio Sanchez (1º e 2º violinos), Marco Catto (viola) e Marcos Ribeiro (cello). Ouça o novo single aqui:

Da mesma dupla de compositores Bethânia gravou “Casa de Caboclo” no álbum “Meus Quintais” (2014).

Leia mais em:

Maria Bethânia entre a fé e a folia

Documentário sobre o sincretismo de Maria Bethânia chega ao DVD

Maria Bethânia e juras de amor em tons de verde e rosa

Deixe uma resposta