Opinião

O Sebo X precisa de nossa ajuda para sobreviver

Sebo X
Uma live histórica com Lucas Bueno, Paulo Cesar Feital e Nina Wirtti, no lançamento do CD ‘Lágimas’, em novembro de 2019, no Sebo X – Foto: Silvio Almeida

Não preciso dizer que sou fã, apreciador e frequentador assíduo do Sebo X. Da primeira vez que fui lá pensava estar visitando um sebo, mas logo percebi sua inata vocação de pólo gerador e irradiador de ideias e ações culturais das mais diversas. Até ensaiei um programa-piloto de vídeoblog com a inestimável ajuda do Paulo Roberto Andel que também dá as caras aqui no blog com textos impecáveis.  Mas veio a maldita pandemia. Além de ceifar vidas, o Covid-19 tem a infelicidade de afetar drasticamente a nossa saúde cultural e projetos que ainda careciam de consolidação, como o deste simpático point de cultura, encontra-se hoje em vias de sucumbir. Na contramão do caos econômico e político, o espaço abriu suas portas e já abrigou diversas apresentações musicais gratuitas (lives incríveis antes das lives chegarem aonde chegaram), além de ser um ponto de encontro de músicos, artistas em geral, intelectuais, estudantes e colecionadores. O X criou na plataforma Kickante uma campanha de arrecadação que, na verdade, é uma compra antecipada de itens de seu interessante catálogo. Os valores das contribuições serão revertidos em mercadorias que serão bonificadas com um percentual a mais da quantia investida.  

O escritor Paulo Roberto Andel e o jornalista Affonso Nunes, durante a live-piloto do vlog, gravada ao vico no Sebo X. Crédito: Silvio Almeida
Paulo Roberto Andel e este jornalista, durante a live-piloto do vlog, gravada ao vivo no Sebo X. Crédito: Silvio Almeida

O projeto nasceu em fevereiro de 2019. “Justamente na hora em que as contas azularam e veio a pandemia, que impossibilitou qualquer trabalho inclusive de venda on line”, explica Um de seus sócios, o escritor Paulo Roberto Andel. O sebo tinha acabado de trocar de endereço e, por isso, está com seus 10 mil itens, entre livros, CDs, DVDs, LPs e até fitas K7 e VHS ainda por serem catalogados e rearrumados. “Ficamos sem qualquer possibilidade de renda para o pagamento dos custos operacionais ou mesmo recebimento dos sócios e tampouco conseguimos dispor de crédito bancário”, completa Andel.

O resgate dos vouchers bonificados podem ser feitos 30 dias do término da campanha, que teve início nesta segunda-feira (8). Jocemar Barros, o outro sócio, destaca que os preços são os mesmos de antes da pandemia. “É fundamental que cada contribuidor faça a indentificação completa com as as devidas comprovações, para fazer o resgate físico em nosso endereço (Praça Tiradentes, 9/sala 601 – Centro)”, destaca Jocemar.

Veja aqui os valores de aquisição dos vouchers bonificados

R$ 10,00 a R$19,99: lista de agradecimentos que será publicada em nossa página no Facebook.

R$ 20,00 a R$ 39,00: o contribuinte poderá resgatar o valor contribuído mais 15% do valor em produtos, resgatando em nosso endereço. Exemplo: contribuiu com R$ 30,00, poderá resgatar R$ 34,50 em nossos artigos.

R$ 40,00 a R$ 79,99: o contribuinte poderá resgatar o valor contribuído mais 20% em produtos, resgatando em nosso endereço.

R$ 80,00 a R$ 119,99: o contribuinte poderá resgatar o valor contribuído mais 30% em produtos, resgatando em nosso endereço.

R$ 120,00 a R$ 199,00: o contribuinte poderá resgatar o valor contribuído mais 40% em produtos, resgatando em nosso endereço.

R$ 200,00 a R$ 499,99: o contribuinte poderá resgatar o valor contribuído mais 50% em produtos, resgatando em nosso endereço.

R$ 500,00 a R$ 999,99: o contribuinte poderá resgatar o valor contribuído mais 60% em produtos, resgatando em nosso endereço.

R$1.000,00 a R$ 1.999,99: o contribuinte poderá resgatar o valor contribuído mais 75% em produtos, resgatando em nosso endereço.

De R$ 2.000,00 em diante: o contribuinte poderá resgatar o valor contribuído mais 100% em produtos, resgatando em nosso endereço.

Informações:

Whatsapp (21) 99634-8757.
Facebook: www.faceboook.com/seboxis

One thought on “O Sebo X precisa de nossa ajuda para sobreviver

  1. Conheci o Sebo X no ano passado, quando eu, o Affonso Nunes e o músico contrabaixista Ugo Perrotta lá nos reunimos para tratar de um projeto de documentário. Houve ainda uma outra reunião sem minha presença com músicos para tratar do mesmo projeto. O X é um local acolhedor onde se respiram grandes idéias. Estou torcendo muito que a pandemia acabe e o Sebo X retome suas atividades com vocação pela liberdade cultural.

Deixe uma resposta