Videoclipes

Plataforma de Lançamentos – nº 18

Está no ar mais uma edição da Plataforma de Lançamentos. Nesta semana, destacamos o clima sombrio dos mineiros da banda Daparte, os momentos fofura do rapper paulista Projota e sua filhinha, a mansa suavidade da voz da carioca Priscila Tossan e as aventuras cinéfilas das Anavitória tendo como companheira de viagem a pernambucana Duda Beat, mas sem sofrência.

Clima sufocante

A ironia foi a ferramenta escolhida pela banda mineira Daparte no clipe de “Farol”, faixa de abertura do EP “Como Não se Lembram”, lançado nesta sexta-feira (27/11). “Experimentamos coisas novas e acho que estar sempre pisando em lugares diferentes, sempre se testando, é muito importante para um artista. A gente acabou fazendo uma música mais sombria, e geralmente fazemos coisas mais alegres. Aproveitamos disso para fazer esse clipe, um dos melhores da banda na minha opinião”, opina o vocalista e guitarrista Juliano Alvarenga. O tal clima sombrio é reforçado pela fotografia em P&B e certas imagens sufocantes, literalmente falando. Além de Juliano, a banda é formada por João Ferreira (voz e guitarra), Bernardo Cipriano (voz e teclado), Túlio Lima (voz e baixo) e Daniel Crase (bateria). Confiram “Farol”:

 

Modo fofura ativado

Chega de tensão! Vamos falar de coisas amenas, como o momento paternidade do Projota. Pai de primeira viagem, o rapper não deixa escapar um momento do dia-a-dia da filhinha Marieva. A corujice explícita virou canção com o nome da pequena, que nasceu em fevereiro, e um clipe com aquele toque caseiro de imagens captadas pelo celular do artista. Projota acertou em cheio no tom para descrever o amor entre pai e filha e vamos combinar que a Marieva é um fofura em forma de pingo de gente. “Eu a compus antes de minha filha nascer, baseado apenas naquele sentimento de ansiedade e da expectativa que havia se gerado dentro de mim. E hoje posso dizer que a expectativa se cumpriu”, conta ao comentar a parceria com Rodrigo Marques e Vítor Reis. “Marieva”, “Inabalável”,  “Dia da caça” e “Vale das sombras” foram lançadas em pacote completando o álbum “Tempestade Numa Gota D’Água” (Universal Music), material inédito que o artista liberou aos poucos a partir de abril. Fiquem com o clipe de “Marieva” e preparem aquele ownnnnn:

 

 

Priscila é cool

Priscila Tossan disponibilizou em seu canal do YouTube dois clipes gravados durante live da cantora em janeiro deste ano, bem antes dessa loucura de pandemia. Em “Vida” e “Iceberg” lá está ela, com sua voz rouca e a pegada cool. As duas canções fazem parte do repertório de “Cine Odeon”, seu álbum de estreia, lançado em agosto. Um destaques do álbum é a versão de Priscila para “Disfarça e Chora”, pérola do cancioneiro de Cartola, e a inédita “Não Sabia”, composta por Luiz Melodia. O álbum, que tem produção de Alexandre Kassin, conta ainda com canções autorais e traz a colaboração de Danilo Dias e Feijão, parceiros de longa data da artista. Veja o clipe de “Iceberg” se afasta do samba e flerta com o R&B na suavidade total:

Desafio aos cinéfilos

“Não Passa Vontade”, o novo clipe das Anavitória, está impregnado de influências cinematográficas. Por sugestão da própria dupla, os produtores fizeram uma seleção de filmes cult do início do século e escalaram Ana, Vitória e a convidada Duda Beat como atrizes para lembrar algumas das cenas selecionadas da forma mais fiel possível, o que inclui figurinos, cenários, atuação, iluminação, enquadramentos e até os movimentos de câmera. São várias citações, um bom desafio para os cinéfilos de plantão. Vamos deixar só uma dica aqui: a cena inicial com Vitória descendo de um ônibus verde, usando uma peruca loura, vem de “Os Excêntricos Tenenbaums”, estrelado Gwyneth Paltrow. O resto fica com vocês, a título de dever de casa. Divirtam-se com “Não Passa Vontade”:

Deixe uma resposta