RockUncategorized

U2 lança edição especial do excelente ‘All That You Can’t Leave Behind’

U2

Lá se vão mais de 40 anos de carreira initerrupta e com a mesma formação desde o primeiro álbum lançado – os guitarristas Dik Evans e Mick McCormick deixaram o grupo anos antes da gravação de “Boy” (1980). Os irlandeses do U2 são uma das bandas mais coesas na cena mundial e neste 2020 um de seus mais célebres álbuns completa o 20º aniversário. Estamos falando do ótimo “All That You Can’t Leave Behind”, que na época de seu lançamento emplacou pelo menos qautro superhits: “Beautiful Day”, “Stuck In a Moment You Can’t Get Out Of”, “Walk On” e “Elevation”.

Para celebrar a data, a banda e a Universal Music lançaram a reedição do álbum em multiformatos, incluindo LPs e CDs do projeto, incluindo uma nova versão remasterizada das 12 faixas do disco, além de um box Super Deluxe com 51 faixas, contendo takes extras de estúdio e versões das canções do álbum. O que parece ser uma overdose de U2 é, na verdade, para seus fãs, um presente que compensa em parte os três anos sem lançamentos – o último álbum do grupo, ‘Songs of Experience” (2017).

O pacote dos 20 anos de “All That You Can’t Leave Behind” ainda incluem o lançamento de uma versão acústica e exclusiva de “Stuck In A Moment You Can’t Get Out Of”, que ganhou um lyric video já\ disponível no YouTube e demais plataformas de vídeo e que você assiste aqui:

“All That You Can’t Leave Behind” é o 10º álbum de estúdio do U2. A gravação original, com 11 faixas, alcançou a primeira posição das paradas de 32 países ao redor do mundo com a velocidade de um jato. Foi produzido por Daniel Lanois e Brian Eno e gravado em Dublin e na Paris.

A crítica mundial situa o álbum entre os três melhores de toda a discografia do U2, ao lado de “Joshua Tree” (1987) e “Achtung Baby” (1991). Seu grande mérito é a volta a uma sonoridade mais roqueira e simples em contraposição às experimentações sonoras da década anterior. O próprio The Edge chegou a admitir que em “Pop” (1997) a banda havia perdido a essência e a atitude rock.Em busca do DNA, a banda se reuniu com frequência por dois anos à procura da nova (nem tanto) proposta musical.

A longa rotina de ensaios, jams e sessões de composição valeu a pena. “All That You Can’t Leave Behind” colecionou prêmios, entre os quais sete Grammys, incluindo o de Melhor Álbum de Rock, além de ser o único álbum da história a possuir múltiplas faixas vencedoras do prêmio de Gravação do Ano (“Beautiful Day”, em 2001, e “Walk On”, em 2002”). Com 3 milhões de cópias vendidas apenas na Europa, o álbum estreou já ocupando o primeiro lugar nas paradas de 32 países. Fiquem aqui com um pequeno vídeo contendo imagens dos bastidores do álbum de depoimentos de Bono, The Edge, Adam e Larry:

Deixe uma resposta